Poções: Parlamento Municipal instaura CPI para apurar denuncias contra o presidente da Câmara, Davi Soares

Foto: Divulgação

A Câmara de Vereadores de Poções, cidade localizada no Sudoeste Baiano, instaurou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na sessão ocorrida na noite desta última segunda-feira dia 10 de fevereiro, para investigar possíveis irregularidades na aplicação de recursos públicos da Casa de Leis, por parte do presidente Davi Soares.

As denúncias foram feitas por vários vereadores, dentre eles, o vereador Eduardo dos Santos Barbosa [ Eduardo do Sindicato] ao Ministério Público –MP, ao Ministério Público Federal – MPF e a Polícia Federal – PF. O MP prontamente acatou às denuncias e posteriormente notificou a Câmara Municipal.

“Dinheiro público tem que ser tratado com honestidade e transparência. O presidente da Casa não está sendo transparente com a população de Poções. Nós estamos aguardando o parecer de outras denuncias feitas através de nosso mandato e dos outros colegas vereadores, para assim apurar todos os fatos suspeitos existente no Parlamento Municipal”, explicou o vereador Eduardo (PSB)

Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) é uma investigação conduzida pelo Poder Legislativo, que transforma a própria casa parlamentar em comissão para ouvir depoimentos e tomar informações diretamente dos suspeitos. Na esfera municipal seu nome correto é Comissão Especial de Inquérito (CEI)

Segundo alguns historiadores, têm origem remota na Inglaterra, durante o reinado de Eduardo II, no fim do século XIV, já outros autores dizem que foram criadas pela primeira vez na Câmara dos Comuns no século XVIII e mais modernamente descobriu-se que há milhares de anos essas reuniões eram praticadas por monges budistas no sopé das montanhas quando se sentavam em círculo (ombro a ombro) para meditar,  em todos esses casos, nasceram mesmo do clamor do povo, que exigiam uma investigação para apurar e punir as causas do mal estar geral.

Na sessão citada na data a cima, todos os vereadores votaram a favor. Exceto o vereador Nelson Machado (por está se recuperando de uma cirurgia) e o vereador Lande da Caçamba que não compareceu à sessão. Até o fechamento desta matéria, a Câmara de Vereadores através de sua assessoria, não se manifestou sobre o assunto.

*Reportagem / Panorama geral

Veja como foi a sessão no link abaixo: