Mirante: Cavaleiros e amazonas celebram a tradicional chegada das bandeiras de “Santo Antônio”

Foto: Israel Teixeira
Foto: Israel Teixeira

Milhares de pessoas se reuniram no último domingo (05) para celebrar a tradicional chegada das bandeiras no município de Mirante. Os cavaleiros  e amazonas se reuniram na igreja de Nossa Senhora Aparecida e em seguida desfilaram pelas ruas da cidade em destino a igreja matriz  de Santo Antônio onde receberam as bençãos do padre Manoel.

Foto: Israel Teixeira
Foto: Israel Teixeira
Foto: Israel Teixeira
Foto: Israel Teixeira
Foto: Leitor / Bom Jesus Destak
Foto: Leitor / Bom Jesus Destak

Vitória da Conquista: Jair Lagoa Motocicletas deixou milhares de pessoas com prejuízos; empresário está desaparecido

Foto: Blog do Anderson
Foto: Blog do Anderson

Um dos imóveis onde funcionou a Jair Lagoa Motocicletas ainda continua com a placa“aluga-se”, mas o empresário Jair de Jesus Silva não é visto em Vitória da Conquista desde o ano passado, conforme o BLOG DO ANDERSON registrou na manhã desta segunda-feira (6). Ele ficou conhecido em todo o Centro Sul Baiano e Norte de Minas Gerais no comércio de motos pelo sistema conhecido como morte-súbita, espécie de consorcio que o consumidor parava de pagar as parcelas ao ser contemplado. Com denúncias do Ministério Público Federal o programa que chegou a ser comparado com pirâmides foi suspenso deixando milhares de pessoas com prejuízos sem receber veículos contemplados, vários com parcelas quitadas e centenas com cheques devolvidos após bloqueios nas contas bancárias. Em novembro do ano passado, o Ministério Público Federal em Vitória da Conquista requereu à Justiça Federal que publique edital para habilitação dos consumidores lesados por Jair Lagoa Motocicletas Ltda, condenada por consórcio irregular de motocicletas em maio deste ano. O objetivo do edital é que, aqueles que se sentirem lesados pela empresa apresentem documentos comprovando os danos sofridos. De acordo com o MPF, “foi descoberto que Jair Lagoa estaria se desfazendo de bens imóveis registrados em seu nome com o objetivo de frustrar uma possível execução ao final do processo. Por esse motivo, o Procurador da República responsável pelo feito requereu a constrição da Fazenda Sítio da Alegria, no distrito de José Gonçalves, alienada em 2 de setembro de 2015, pelo valor de R$ 1.750.000,00. Foi requerida, ainda, a declaração de ineficácia da alienação do imóvel. A Justiça determinou a suspensão da eficácia, bem como o arresto dos bens. Em resposta à decisão, o réu indicou bem no valor de R$ 100.000,00, valor que, segundo a defesa, suportaria os efeitos da execução. Intimado, o MPF reiterou as manifestações anteriores e, como meio de demonstrar a extensão dos danos causados, requereu a publicação de edital de habilitação. O pedido ainda está pendente de decisão”. Informação Blog do Anderson

banner