Eleições 2018: Bolsonaro tem 59% e Haddad 41% em pesquisa Ibope nos votos válidos

Foto: Reprodução

O Ibope divulgou nesta segunda-feira (15) o resultado da primeira pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado no sábado (13) e domingo (14) e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 59%
Fernando Haddad (PT): 41%

Pesquisa: Bolsonaro tem 54% dos votos válidos; Haddad, 46%

Foto: Reprodução

Na primeira pesquisa eleitoral do segundo turno, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) lidera a corrida pelo Palácio do Planalto com 54% das intenções de votos válidos. O petista Fernando Haddad tem 46%. O levantamento foi feito pela consultoria de pesquisa Ideia Big Data em parceria com VEJA. A pesquisa ouviu presencialmente 2.036 eleitores das cinco regiões do país entre a última segunda e esta quarta-feira. A margem de erro é de 2,67% pontos percentuais para mais ou para menos. O número de registro no TSE é BR-09687/2018. Bolsonaro chegou ao segundo turno com a preferência de 46,03% do eleitorado (ou 49,2 milhões de votos). Haddad teve 29,28% dos votos válidos (31,3 milhões de votos). Ao considerar as respostas totais dos entrevistados, Bolsonaro tem 48% das intenções dos eleitores, enquanto Haddad, 41%. Votos brancos e nulos somam 7%, enquanto indecisos ou que não responderam atingiram 4%. “Esse segundo turno é pautado por duas candidaturas extremamente opostas. Será muito dificil conseguir votos dos adversários. Portanto, a busca será pelos poucos indecisos e a conversao do branco/nulo. O que torna mais difícil o caminho do candidato do PT”, avalia Mauricio Moura, sócio da Ideia Big Data.

Magoado com Lula, Ciro deve anunciar apoio crítico a Haddad no 2º turno

Foto: Reprodução

Magoado com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o candidato do PDT à sucessão presidencial, Ciro Gomes, deve anunciar um “apoio crítico” na próxima quarta-feira (10) ao seu adversário do PT, Fernando Haddad. Em reunião da executiva nacional da sigla, que será realizada em Brasília, o partido pretende fechar um apoio protocolar, definindo que o partido não ocupará cargos em um eventual governo, não participará da coordenação da campanha e fará oposição independentemente de quem seja eleito.

A legenda irá também liberar seus filiados, não aplicando punições para quem prefira se manter neutro na disputa presidencial. A única retaliação que será adotada, com a expulsão da sigla, é sobre quem anunciar adesão à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL). (mais…)

Alexandre Frota, Tiririca e namorado de Fátima Bernardes estão entre famosos eleitos

Foto: Reprodução

As eleições 2018 reuniu uma lista de famosos derrotados nas urnas, inclusive os baianos Acelino Popó Freitas e a ex-vereadora Léo Kret, que tentavam uma vaga na Câmara dos Deputados. No entanto, alguns conseguiram se eleger em diferentes estados brasileiros para cargos como de deputado federal e estadual, e senador.

Alexandre Frota (PSL)
O ator Alexandre Frota (PSL) elegeu-se deputado federal em São Paulo com mais de 155 mil votos.

Bebeto (PODE)
O ex-jogador Bebeto se reelegeu deputado estadual pelo Rio de Janeiro, com 25.917 votos. Ele ficou em 54º lugar. Ao todo, 70 deputados compõem a Assembleia Legislativa do estado.

Danrlei (PSD)
O ex-goleiro foi eleito para o terceiro mandato como deputado federal pelo Rio Grande do Sul, com 102.662 votos. Ele foi o 13º mais votado. Havia 31 cadeiras em disputa.

Igor Kannário (PHS)
A coligação encabeçada pelo PSL na Bahia elegeu o cantor de pagode e vereador em Salvador Igor Kannário (PHS) como deputado federal. Kannário é defensor da legalização da maconha e tem um histórico de atritos com a Polícia Militar da Bahia. (mais…)

Bolsonaro e Haddad disputam segundo turno das eleições 2018

Foto: Reprodução

Após o encerramento da votação no Acre, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) começou a divulgar as parciais para as eleições para a Presidência da República, que já apontam matematicamente um enfrentamento entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições 2018. O candidato do PSL aparece com 47,35%, enquanto o petista é opção para 27,55%. Até o momento, foram apuradas 87,91% das urnas brasileiras.

Rui Costa é reeleito governador da Bahia; Wagner e Coronel são os novos Senadores

Foto: Reprodução

O favoritismo do governador Rui Costa (PT) nas pesquisas de intenção de votos se confirmou nas urnas neste domingo (7). Com 70% das urnas apuradas, o petista tem 75,78% (3.456.965 milhões de votos) garante sua reeleição para mais quatro anos à frente do Governo da Bahia. O segundo colocado nas urnas é o candidato do DEM, Zé Ronaldo, que teve, até as 20h13, 21,88%, o equivalente a 998.196 mil votos. Confira o resultado parcial:

Foto: Reprodução

Nova pesquisa Ibope: Bolsonaro tem 36% e Haddad 22%; votos válidos Bolsonaro 41% e Haddad 25%

Foto: Reprodução

O Ibope divulgou neste sábado (6) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. Segundo o instituto, desde a pesquisa divulgada no dia 3, e realizada nos dias 1 e 2 de outubro, o primeiro colocado, Jair Bolsonaro, cresceu quatro pontos, enquanto Fernando Haddad, em segundo lugar, oscilou um ponto para baixo.

A probabilidade de os resultados retratarem a realidade é de 95%, considerando a margem de erro, de dois pontos para mais ou para menos. A pesquisa ouviu 3.010 eleitores na sexta-feira (5) e no sábado (6).

Votos válidos

Jair Bolsonaro (PSL): 41%
Fernando Haddad (PT): 25%
Ciro Gomes (PDT): 13%
Geraldo Alckmin (PSDB): 8%
João Amoêdo (NOVO): 3%
Marina Silva (REDE): 3%
Alvaro Dias (PODE): 2%
Cabo Daciolo (PATRI): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Eymael (DC): 0%
Vera (PSTU): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Votos totais

Nos votos totais, os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 36%
Fernando Haddad (PT): 22%
Ciro Gomes (PDT): 11%
Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
Marina Silva (REDE): 3%
Cabo Daciolo (PATRI): 2%
Henrique Meirelles – MDB 2%
João Amoêdo – NOVO 2%
Alvaro Dias – PODE 1%
Guilherme Boulos – PSOL 1%
Eymael – DC 0%
Vera – PSTU 0%
João Goulart Filho – PPL 0%
Branco/ Nulo 7%
Não sabe/ Não respondeu 5%
Acima, nos votos totais, são considerados os votos brancos e nulos e o percentual dos eleitores que se declaram indecisos.

Rejeição
O instituto também perguntou: “Dentre estes candidatos a Presidente da República, em qual o (a) sr. (a) não votaria de jeito nenhum? Mais algum? Algum outro?”.

Neste levantamento, portanto, os entrevistados podem citar mais de um candidato. Por isso, os resultados somam mais de 100%.

Os resultados foram:

Jair Bolsonaro (PSL): 43%
Fernando Haddad (PT): 36%
Marina Silva (REDE): 22%
Geraldo Alckmin (PSDB): 16%
Ciro Gomes (PDT): 15%
Henrique Meirelles (MDB): 10%
Alvaro Dias (PODE): 9%
Cabo Daciolo (PATRI) 9%
Guilherme Boulos (PSOL): 9%
Eymael (DC): 8%
João Amoêdo (NOVO): 8%
Vera (PSTU): 7%
João Goulart Filho (PPL): 6%
Poderia votar em todos (resposta espontânea): 2%
Não sabem ou preferem não opinar: 7%

MPT processa Havan, acusada de coagir funcionários a votar em Bolsonaro

Foto: Reprodução

O Ministério Público do Trabalho em Santa Catarina (MPT-SC) entrou nesta terça-feira (2) com uma ação judicial contra a rede de lojas Havan, após o dono da empresa, Luciano Hang , pedir que seus funcionários votem no candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL). Na mensagem, Hang afirma que “se a esquerda ganhar” fechará lojas e demitirá empregados, o que foi considerado pela procuradoria uma forma de coação. O MPT recebeu 47 denúncias. O órgão fez um pedido de tutela antecipada, para que a Justiça proíba o empresário de pedir votos aos funcionários. Cabe à Justiça do Trabalho conceder ou não a liminar. Hang nega que tenha coagido funcionários.

Pesquisa Ibope para presidente: Bolsonaro, 31%; Haddad, 21%; Ciro, 11%; Alckmin, 8%; Marina, 4%

Foto: Divulgação

O Ibope divulgou nesta segunda-feira (1º) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa ouviu 3.010 eleitores entre sábado (29) e domingo (30). O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Os resultados foram os seguintes:

Eleições 2018: Pesquisa CNT/MDA mostra Bolsonaro na liderança com 28,2%; Haddad tem 17,6% e Ciro 10,8%

Foto: Divulgação

O candidato à Presidência da República Jair Messias Bolsonaro (PSL) lidera a disputa ao Palácio do Planalto com 28,2% das intenções de voto, segundo pesquisa do instituto MDA encomendada pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) divulgada nesta segunda-feira (17). Em segundo lugar, aparece Fernando Haddad (PT), com 17,6% da preferência dos entrevistados. A margem de erro de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos. Ciro Gomes (PDT) vem em terceiro, com 10,8%. Os candidatos Geraldo Alckmin (PSDB) e Marina Silva (Rede) aparecem tecnicamente empatados em quarto lugar, considerada a margem de erro.

Eleições 2018: Lula anuncia Haddad como candidato à Presidência e pede votos para substituto

Foto: Divulgação

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva escreveu uma carta para anunciar, nesta terça-feira (11), em Curitiba, que o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), será seu candidato à Presidência da República. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, na carta, que será lida nesta tarde, Lula pedirá votos para Haddad e dirá que ele, atual vice na chapa do PT, está pronto para retomar seu projeto para o país. Barrado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ex-presidente vai renunciar à candidatura no prazo limite estipulado pela Justiça eleitoral. No texto, o petista repetirá o discurso que sofre injustiças e foi impedido de disputar a eleição de outubro. A mensagem deverá ser lida por um dirigente do PT antes do pronunciamento oficial de Haddad, marcado para as 15h, em frente à sede da Polícia Federal em Curitiba. Além da carta para apresentar Haddad, o petista escreveu uma mensagem à cúpula do PT, na qual pede a chancela da sigla para o nome de Haddad.

Eleições 2018: Bolsonaro é esfaqueado em Juiz de Fora

Foto: Divulgação

O candidado à Presidência do Brasil, Jair Mesias Bolsonaro, foi esfaqueado na região do abdômen durante evento de campanha em Juiz de Fora, em Minas Gerais. A campanha foi interrompida após o incidente. A Polícia Militar de Minas Gerais informou que o candidato foi esfaqueado quando estava na rua Halfeld, no centro da cidade. Segundo a Polícia Federal, o autor foi preso. Não há ainda nome nem características do autor. O candidato Bolsonaro foi conduzido para a Santa Casa de Juiz de Fora. Bolsonaro estava sendo carregado por apoiadores quando foi atingido por algo que parecia ser uma faca. O candidato foi retirado do local e levado para um hospital. egundo o jornal “O Estado de S. Paulo”, a PF vai instaurar inquérito para apurar a agressão.

A Polícia Federal faz a segurança dos presidenciáveis. Bolsonaro foi um dos que solicitou o acompanhamento. De acordo com a publicação, antes do ataque, tumultos, tensão e bate-boca marcaram a visita do presidenciável ao Hospital Filantrópico da Associação Feminina de Prevenção e Combate ao Câncer (Ascomcer) e o almoço em um hotel na cidade. Pacientes idosos em tratamento contra a doença tiveram dificuldade para entrar na unidade, devido a um cordão de isolamento feito por integrantes de um movimento conservador da cidade. Vestidos de preto, eles se diziam policiais e afirmavam fazer “segurança voluntária” do candidato. Um de seus filhos, Flávio Bolsonaro, publicou uma mensagem no Twitter afirmando que o corte foi superficial e que ele passa bem.

Eleições 2018: Apesar de insistência em Lula, PT começa a sinalizar mudança na chapa em propaganda

Foto: Reprodção

Apesar do indeferimento do registro de candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo TSE na madrugada do último sábado (1º), o programa eleitoral do PT nesta terça-feira (4) no rádio continuou em defesa da candidatura de Lula, mas começou a sinalizar a substituição do ex-presidente por Fernando Haddad, atual vice-presidente na chapa. “Haddad é Lula”, diz o comercial. Assim como no primeiro dia de campanha no rádio e da TV, no sábado (1º), nesta terça a decisão do Comitê dos Direitos Humanos da ONU que defende o direito de Lula de ser candidato abriu a propaganda. Em seguida, o trecho do jingle da campanha do PT, que antes dizia “chama que o homem dá jeito”, foi alterado para “chama que o 13 dá jeito” e “Lula é Haddad, é o povo”. A peça é encerrada com a fala de um rapaz, que diz que Haddad representa o sonho de milhares de jovens.