Novo Bolsa Família de R$ 300 será pago a 17 milhões de famílias

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

A equipe econômica do governo está finalizando o texto da Medida Provisória que vai reestruturar os programas sociais. “Queremos apresentar até o início de agosto, através de uma medida provisória que vai fortalecer e ampliar o número de beneficiários, tornando os benefícios não só uma rede de segurança para os mais vulneráveis, mas uma ferramenta de qualidade de vida”, disse o ministro da Cidadania, João Roma, após reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes. O novo Bolsa Família terá um reajuste de 50% do valor, passando para R$ 300 “mas pode ser maior”, afirmou o ministro. “Primeiro vamos finalizar a reformulação”, disse Roma. A previsão é de que o novo benefício comece a ser pago a partir de novembro e atenda um público de 17 milhões de famílias, atualmente o Bolsa Família atende 14 milhões. ” Quero incluir o programa de aquisição de alimentos, do microcrédito, em um programa social único”, afirmou. “Em todos os cálculos foram dentro da Lei de Responsabilidade Fiscal e dentro do teto”, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, ao ser questionado sobre a fonte de recursos para a execução do novo programa social.

3 ciganos morrem em operação da PM em Anagé

Foto: Reprodução

Uma Operação da Polícia Militar resultou em três mortes no Centro Sul Baiano. A ação aconteceu em Anagé na tarde desta quarta-feira (28). Segundo as primeiras informações, os homens estariam entre os acusados pelas mortes de dois policiais da 92ª Companhia Independente de Polícia Militar na Zona Rural de Vitória da Conquista. Um suspeito conseguiu fugir para o mato. Ao todo, 6 ciganos morreram em confronto com a polícia. *Por Blog do Anderson

Ministério Público suspende Edital do Processo Seletivo de Bom Jesus da Serra após várias irregularidades

Foto: Bom Jesus Destak

Como diz o ditado popular “quem faz errado faz duas vezes” esse tem sido a realidade da administração da atual gestão do município de Bom Jesus da Serra no Sudoeste Baiano.  A decisão do Ministério Publica foi divulgada nesta última terça-feira (27) onde aponta diversas irregularidades por parte da administração do município, dentre eles, que; Conforme apurado no procedimento ministerial de IDEA Nº 707.9.184324/2021, constata-se que o edital de processo seletivo: a) exigência de inscrição presencial e em prazo insuficiente (26 a 30 de julho de 2021); b) a ausência de previsão de isenção de taxa de inscrição para hipossuficientes; e c) a ausência de banca examinadora das provas subjetivas; Que município de Bom Jesus da Serra possui concurso público em andamento, instaurado pelo edital de nº 01/2020, e, conforme decisão judicial nos autos da ação popular de nº 8000889-84.2020.8.05.0199, não houve a “ retomada regular do Certame, em especial, em razão da premente necessidade de isolamento social, decorrente da pandemia do COVID-19”. Assim descreve o MP a desfavor da prefeitura, estipulando novo prazo para que a prefeitura de Bom Jesus da Serra abra novas inscrições para o novo processo seletivo. As inscrições do processo anterior tiveram uma taxa valor fora do padrão tornando uma das taxas mais caras do País em termos de processos seletivos e concursos públicos. A prefeitura até o momento não se manifestou sobre a decisão do Ministério Público. Também o que justificar? “quem faz errado faz duas vezes”. Outro questionamento que surge é com relação às pessoas que pagaram o valor da inscrição da seletiva anulada pelo MP, o que vão fazer com os valores? Será valido para as inscrições do novo processo seletivo? Com a resposta a Prefeitura Municipal de Bom Jesus da Serra. Confere a descido no link a seguir; lique aqui e confira o TAC>>>